7 de jul de 2012

Capítulo 4: Cristão-Águia - Joyce Meyer

Postado por Blog Personalizado às 15:00
Cristão-Águia: “Pavão” “Pelicano” “Corvo” “Pardal” e “Canário”

Cristão-pavão:

É o brilhante aparecido; cheio de ambição mundana, orgulho e são impressionados consigo mesmo. Geralmente tem as plumas grandes (tem as bíblias grandes!).

Os cristãos-pavão se sentem superior aos outros, amam mostrar as suas coisas: suas roupas, carros, joias, mas não fazem nada para as outras pessoas; eles têm egos aumentados e gostam de se exibir.

Cristão-Pelicano:

É gordo, engraçado e comilão, ele sai por aí atrás de algo para encher a sua barriga. Seu grande apetite deveria ser pela palavra de Deus, mas ele se satisfaz com comida, cerveja e cigarro e deixar a mulher ser a líder espiritual da casa.
Cristão-Corvo:

Têm também os corvos, esse pássaro gosta de destruir os filhotes dos outros, ou seja, outras denominações que não sejam a sua, ele dilacera e destrói, ele é egoísta e não se importa com mais ninguém somente com seus próprios desejos.

Esse cristão não se importa de arruinar a reputação de um pastor ou dividir uma igreja. Esse é um dos pássaros mais perigosos e destruidores do reino ou o seu algoz. O corvo gasta grande parte do dia incomodando a águia.

Se você vai ser um cristão-águia os corvos vão atrás de você! Se você vai ser uma águia para Deus os corvos virão!
Cristão-Pardal e Andorinha:

Pardais e andorinhas se movem de um lugar ao outro sem parar, geralmente dizem algo digno de ser ouvido, são constantes giradores sociais e pulam de uma igreja a outra sem permanecer em nenhuma. Raramente elas crescem no Senhor e elas dependem da sua tagarelice para ganharem reconhecimento.

Cristãos-Canários e Pássaros engaiolados:

Geralmente são bonitos com tremendo potencial, mas estão contentes em passar o resto da vida atrás de uma gaiola: seja qual for à gaiola, talvez a sua seja a tradição religiosa; talvez seja uma gaiola de igreja morta e você tem que ir porque sua avó, sua mãe e tia vão; você não aprende nada, mas continua indo.
Talvez seja uma gaiola de inferioridade, insegurança ou medo: um casamento derrotado ou uma infância infeliz; você vive e morre nela sem jamais mostrar um motivo para viver. Porque esses cristãos engaiolados nunca entenderam Isaias 61.1,2 e 3:

“Eu vim para pregar o Evangelho ao pobre, para curar o quebrantado de coração, para abrir as prisões e libertar os cativos, para dar-lhes beleza em vez de cinzas…”

Não importa aonde começou sua vida, você não precisa termina-la do mesmo jeito, no mesmo lugar, sentindo as mesmas coisas! Ouça Jesus!

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Quando Meu Coração Bate Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review